quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Kathe&Edú - Vê se entende agora!!



Vê se entende agora

Eu não sei mais o que fazer
se quando falo
você não quer ver
que sou o homem
que pode te fazer feliz

se nosso erro Jesus já levou
que culpa temos
se podemos amar
nosso passado cristo lavou

Meu amor
sempre juntos
temos que andar

Vê se entende agora...

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Estudar a distância - EAD

O sucesso ao estudar a distância

Montar um cronograma com datas e disciplinas
Fazer uma tabela com as matérias a serem estudadas em determinados dias, seguindo tal cronograma de forma séria, respeitando as datas, horários e disciplinas; permite estudar mais organizadamente.

Evite distrações
Redes sociais, jogos, conversas, etc. atrapalham a sua concentração e o estudo.

Sem sobrecargas.
Dedique-se totalmente às matérias do período, pois fazer mais disciplinas pode atrapalhar aquelas que deverão ser cursadas.

Divida as disciplinas e sinta-se motivado a estudar. 
Disciplinas que envolvam cálculos não deve ficar concentradas no mesmo dia, o mesmo vale para disciplinas que exigem muita leitura.

Faça os exercícios sempre. 
Fazer os exercícios permite memorizar, aprender e praticar os conceitos estudados.

Tire suas dúvidas
Procure sempre os professores ou tutores para esclarecer suas dúvidas, procurando se informar a respeito dos horários e da disponibilidade do atendimento desses profissionais.

Ambiente adequado de estudos. 
Estudar em um lugar apropriado, com boa iluminação e livre de muitos ruídos externos é essencial para ter uma boa concentração e aprender melhor.

Evite entregar trabalhos de última hora.
Vários imprevistos podem vir a acontecer (principalmente com a internet ou o computador) e impedir que você conclua determinada tarefa.

Busque informações além do curso.
É fundamental que o aluno busque informações para complementar o material disponibilizado pela faculdade.

Procure conhecer seus colegas e professores.
É importante que os colegas de classe se conheçam e troquem experiências e dúvidas; também deve-se manter uma boa interação com os professores. 

Seja independente.
A modalidade EAD exige bastante disciplina, autonomia e iniciativa própria do aluno; além de maior de responsabilidade para estudar e cumprir todas as tarefas do curso.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Carimbó Belém do Pará

carimbó é uma dança de roda de origem indígena, típica do litoral do estado do Pará, no Brasil. O nome também se aplica ao tambor utilizado nesse estilo de dança, que é chamado de "curimbó".[1] Uma forma de expressão marcada pelo ritmo e pela dança, sendo, também, uma das principais fontes rítmicas da lambada. Na forma tradicional, o carimbó é acompanhado por tambores de tronco de árvoresafinados a fogo.
A dança se espalhou também pela Região nordeste do Brasil. O carimbó é considerado um gênero de dança de origem indígena, porém, como diversas outras manifestações culturais brasileiras, miscigenou-se, recebendo outras influências, principalmente da cultura negra.[2] https://pt.wikipedia.org/wiki/Carimbó

siriá é uma dança brasileira originária do município de Cametá, localizado no estado do Pará.[1] É considerada uma expressão de amor, de sedução e de gratidão para os índios e para os escravos africanos ante um acontecimento. Para eles é algo sobrenatural e milagroso. O seu nome derivou-se de siri, influenciado pelo sotaque dos caboclos e escravos da região. Os elementos são os mesmos utilizados na dança do carimbó, porém com maiores e mais variadas evoluções. O Siriá é um pássaro amazônico. Existem o ritmo e a dança.https://pt.wikipedia.org/wiki/Siriá

A Dança do Siriá simboliza uma manifestação folclórica da Região Norte, no Estado do Pará. Sua essência está no batuque africano, mas já sofreu transformações e influências de outras culturas ao longo do tempo. Por apresentar ritmo contagiante e movimentos envolventes, a dança tornou-se parte da cultura tradicional paraense, sendo lembrada e valorizada em diversas cidades do estado. http://www.wikidanca.net/wiki/index.php/Dança_do_Siriá

Aurino Quirino Gonçalves ou Pinduca (Igarapé-Miri4 de junho de 1937) é um cantor e compositorbrasileiro.
Pertencente a uma família de músicos, Pinduca iniciou sua carreira aos 14 anos de idade cantando carimbó, ritmo que garantiu-lhe o título de "Rei do Carimbó"[1] e tornando-o uma das figuras mais conhecidas do estado do Pará. Aprendeu as primeiras letras e números com a Professora Primária do interior onde nasceu, a Senhora Raimunda Tocantins Lobato de Miranda, a Professora Dica.https://pt.wikipedia.org/wiki/Pinduca

De autoria de Mestre Lucindo, de Marapanin (litoral paraense), a letra exata destas duas canções é tema controverso, pois encontram-se diferentes versões nas faixas disponíveis. O criador desse e de outros clássicos do carimbó paraense era conhecido como “poeta da natureza”.http://cafecomtamaquare.com/3-carimbos-imprescindiveis/