sexta-feira, 21 de abril de 2017

Gestão e Administração Escolar

" As funções de direção, gestão e administração”
“Unidade escolar: gestão, projeto pedagógico e educação de sensibilidade”
Para que haja o possível oferecimento ao cidadão de uma educação de qualidade, com vistas à transformação social em uma instituição escolar, é necessário que dentre outros aspectos, que as dimensões da gestão escolar (gestão de resultados educacionais, a democrática e participativa, de pessoas, a pedagógica e a administrativa/financeira).
Os aspectos mencionados, devem ser desempenhados pelos gestores e por conseguinte pelos diretores, coordenadores, etc; visando a formação cidadã e ao atendimento às reformas curriculares nacionais e às diretrizes estaduais para educação. As dimensões da gestão nas escola precisam ser primeiramente bem informadas aos participantes ou componentes diretos e indiretos do sistema educacional brasileiro, para depois poder ser melhor desempenhada, pois em um aspecto geral, percebe-se um tanto de confusão nas escola tanto a respeitos de temas básicos educacionais que são muitas vezes alicerces de temas mais específicos como as dimensões de gestão educacional.
A percepção que tenho, é que além de problemas claros referentes as própria educação, que vem sendo aplicada aos cidadãos, desde a infância até sua formação profissional, esta mesma, demonstra estar confusa e conturbada, misturando aspectos teóricos gerais e preocupando-se mais com resultados do que com o processo em seus vieses tão peculiares.
Já relatado e outro texto deste curso, começando pela formação conturbada dos profissionais da educação, e falta de incentivo aos professores que desde salários defasados, desrespeitos e desprezo a sua profissão (embora hipocritamente muitos alardeiam palavras que soam mais utópicas que reais aos professores), percebe-se um desanimo e tristeza no olhar geral dos professores, e adentrando no tema gestão é um tanto comparativo a se falar em gestão de uma casa como um “simples empregado doméstico” (neste caso como professor tem sido tratado neste país e em outros que se dizem democrático). É assim que a maior parte das escolas tratam os professores, quem dirá os alunos e comunidades desafortunadas de educação. Como uma das colegas abordou no fórum II, muitas escolas nem seque repassam ou abordam aspectos referentes a gestão em geral como seus trabalhadores. Mesmo quando são inquiridos a respeito, a conversa “fica sempre para depois” (ou para nunca!).

Isso tudo por ser a gestão democrática, defendida como dinâmica a ser efetivada nas escolas, de forma a garantir processos coletivos de participação e decisão dos diversos sujeitos (respaldo na legislação educacional)???

MsC. Kathe LCF 21/4/17